Voto com confiança no professor Aníbal Cavaco Silva!

Neste dia marcado por uma polémica algo vergonhosa por parte dos seus adversários, Fui obrigado a interrogar-me a mim próprio porquê Aníbal Cavaco Silva?

Uma resposta que surgiu tão depressa como a velocidade da luz. Para explicar o meu total apoio ao professor Cavaco Silva, temos recuar na história do nosso Portugal. No tempo glorio do nosso partido, no mandato de Francisco Sá Carneiro, Cavaco Silva assume a pasta das Finanças, naquele Governo de coligação com o CDS-PP (uma coligação designada Aliança Democrática (AD) que muitos consideram o melhor governo que alguma vez a republica portuguesa já viu, após a morte de Sá Caneiro, recusa-se manter-se no governo liderado por Francisco Pinto Balsemão.

Em 1985 como presidente do PSD ganha as eleições legislativa, começando o que considero a década do desenvolvimento de Portugal, Cavaco Silva foi o responsável pelo encurtamento das distâncias entre interior e o litoral, com a construção das mais importantes infra-estruturas nacionais. Também no decorrer do seu período ministrar, assistimos a um período de um grande desenvolvimento económico, com um aumento do rendimentos da população, fruto do grande desenvolvimento industrial do país, nomeadamente a implementação da Auto-Europa em Portugal,

Como Presidente da Republica, Cavaco Silva foi sempre imparcial em termos de ideologias políticas, tomou sempre a decisões mais correctas para o país, nomeadamente na crise do orçamento de Estado 2011, muitas vezes, Cavaco Silva vai mais alem da sua função de presidente, dando concelhos ao governo sobre alguns aspectos da economia portuguesa, oferecendo a sua experiência como professor na área.

Mas acima de tudo, neste momento tão difícil para Portugal, tanto a nível económico, como politico, Cavaco Silva tem sido um pilar para estabilidade política, tentando sempre mater a calma e serenidade das diferentes partes.

Perante estes factos acho que a continuação de Aníbal Cavaco Silva é vital, neste actuo eleitoral muito importante para o país, talvez o mais importante do país. Pois a meu ver, neste momento o país não precisa de radicalismos, sonhadores ou “falas baratos” como outras candidaturas, mas sim alguém com cabeça, que saiba analisar os problemas de forma correcta que saiba lidar com toda a seriedade e com um espírito positivo as grandes barreiras do país.

Por tudo isso, voto com confiança no professor Aníbal Cavaco Silva!

Eu apoio o Professor Aníbal Cavaco Silva

Com a aproximação do período das eleições presidenciais, o soberano povo português é mais uma vez chamado a escolher a figura de proa do panorama político nacional. É dentro do âmbito da escolha responsável que nós encontramos o professor Aníbal Cavaco Silva, personalidade que já esteve e continua a estar presente no mais alto nível das esferas de representação política nacional, sendo detentor de uma sólida e respeitável imagem como estadista.

Um dos focos da sua brilhante carreira política foi o cargo de primeiro-ministro durante 2 mandatos legislativos, chegando em 1987 à primeira maioria absoluta concedida a uma força política não coligada e conseguindo a entrada na CEE, o que levou Portugal a um dos maiores períodos de crescimento económico e desenvolvimento social nas últimas décadas.

Actualmente podemos referir o importante desempenho como Presidente da Republica, cargo que desempenha de forma honrada, o que leva a minha pessoa e muitos portugueses a mais uma vez depositarmos nele a nossa total confiança, apesar da forte mas estapafúrdia tentativa de descredibilização da sua imagem.

O professor Aníbal Cavaco Silva simboliza a seriedade e o dever patriótico que já à muito foram esquecidos por parte de alguns políticos que nos dias de hoje se encontram à frente dos destinos do país mas que elevam os seus interesses pessoais e partidários acima de qualquer interesse nacional.

A presente conjuntura político-económica e social necessita de um Presidente da República que seja uma pessoa íntegra, que tenha passado profissional e experiência governativa para defender uma visão pragmática sem entrar em lirismos demagógicos ultrapassados, o  que lhe permite manter a capacidade de fazer a diferença, tal como demonstrado no passado mandato.

É por tudo isto e muito mais que no dia 23 de Janeiro eu voto Aníbal Cavaco Silva.

 

José Monteiro

Intervenção do Governo no BPN custa 498€ a cada Português

Segundo as últimas notícias o Governo irá injectar mais 500 milhões de euros no BPN, através de um aumento de capital do banco intervencionado pelo Estado. A Caixa Geral de Depósitos terá concedido já, a este banco, empréstimos que ascendem aos 4,8 mil milhões de euros. São, portanto, 5.300 milhões de euros públicos

injectados pelo Governo no BPN. Cada Português contribuiu para esta intervenção do Estado, num banco representativo de 2% do sistema financeiro nacional, com 498 euros.